Home Blog Pele

Cuidados com a pele na primavera

Postado em: 10 de setembro

A primavera é o momento ideal para recuperar a pele das consequências no inverno, das quais o ressecamento é a mais comum. Os banhos muito quentes, assim como as baixas temperaturas, podem ocasionar o surgimento de manchas esbranquiçadas na pele (eczemátides ou pitiríase alba). Neste caso,...

continue lendo
Cuidados com a pele na primavera

A primavera é o momento ideal para recuperar a pele das consequências no inverno, das quais o ressecamento é a mais comum. Os banhos muito quentes, assim como as baixas temperaturas, podem ocasionar o surgimento de manchas esbranquiçadas na pele (eczemátides ou pitiríase alba).

Neste caso, é importante procurar um dermatologista para diferenciar essas manchas de possíveis alergias ou micoses, e assim, dar início ao devido tratamento.

Além disso, algumas medidas básicas são importantes neste momento de recuperação, como:

1. Limpar a pele

As temperaturas começam a aumentar na primavera, proporcionado elevação na produção de suor e oleosidade. Por isso, é necessário higienizar a pele pelo menos duas vezes ao dia. Embora pareça simples, a limpeza precisa de cuidado e atenção.

O ideal é que seja feita com água morna, por isso, evite lavar a face no banho quente ou frio. É necessário utilizar um sabonete apropriado para seu tipo de pele, que pode ser indicado pelo seu médico dermatologista. Parte da limpeza da pele pode ser auxiliada por tônicos, adstringentes e demaquilantes, porém todos esses produtos devem ser indicados por um profissional que conheça as necessidades de sua pele.

2. Hidratação

Parte importante da hidratação é feita de dentro para fora. Para recuperar sua pele do ressecamento ocasionado pelo inverno, comece bebendo água. Depois, é necessário utilizar o hidratante indicado para seu tipo pele. Lembre-se que todas as peles necessitam de hidratação, inclusive as oleosas e mistas.

Oleosidade e hidratação são propriedades diferentes. Em casos de peles oleosas que são demasiadamente lavadas para retirar o excesso de oleosidade, é comum que o paciente tenha um efeito rebote: sem óleos na face, as glândulas passam a produzir ainda mais.

3. Proteção solar

A terra é atingida pela radiação solar com a mesma intensidade em estações frias e quentes. Por isso, mesmo que ainda não seja verão, lembre-se de proteger sua pele dos raios solares. Lembre-se que janelas e nuvens são atravessadas pela radiação, ou seja: dias nublados e períodos dentro de casa também requerem proteção. Na dúvida sobre o melhor tipo de protetor solar para a sua pele, procure seu dermatologista.

Cuidados com a pele na primavera

Depois de recuperar a sua pele, é hora de tomar as medidas necessárias para ter um verão saudável e protegido. As altas temperaturas também podem prejudicar a saúde da sua pele. Antes de enfrentar o verão, consulte seu dermatologista sobre as medidas indicadas para seu tipo de pele. O uso de antioxidantes, por exemplo, pode prevenir o envelhecimento causado pela radiação ultravioleta.

Por isso, antes de aproveitar o sol, agende uma consulta e procure orientação junto ao seu médico de confiança. Lembre-se que nós podemos ajudar você aqui no IDC. É só mandar um WhatsApp para: (41) 99998-0552.

;