Home Blog Dermatologia

Dermatite atópica: o que é, quem afeta e como tratar

Postado em: 13 de July

Dermatite atópica: o que é, quem afeta e como tratar Você já ouviu falar de dermatite atópica? Mais comum do que se imagina, é um processo inflamatório crônico da pele que aparece em áreas específicas do corpo, como face, dobras de braços e pernas, joelhos e cotovelos. Segundo a Sociedade Bra...

continue lendo

Dermatite atópica: o que é, quem afeta e como tratar

Dermatite atopica

Você já ouviu falar de dermatite atópica? Mais comum do que se imagina, é um processo inflamatório crônico da pele que aparece em áreas específicas do corpo, como face, dobras de braços e pernas, joelhos e cotovelos. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, cerca de 25% das crianças e 7% da população adulta têm a doença no Brasil.

Caracterizado pela diminuição da barreira de proteção da pele, provocando perda de água e menos hidratação, o eczema atópico deixa, em quem apresenta a condição, a pele mais ressecada e a presença de pontos de lesões avermelhadas espalhadas pelo corpo, acompanhados de coceiras.

Entre as suas possíveis causas estão a predisposição genética e o histórico familiar de atopias, como bronquite, asma e rinite. Entretanto, alguns fatores de risco podem contribuir para o surgimento de crises: poeira domiciliar, produtos de limpeza e usados na lavagem das roupas, tecidos de lã e sintéticos, frio intenso, ambientes secos, calor, transpiração e até mesmo o estresse emocional.

A dermatite atópica deve ser tratada adequadamente assim que diagnosticada, já que a ação auxilia na melhora significativa da qualidade de vida do paciente e da família. “O tratamento deve ser definido de acordo com a gravidade da dermatite. Casos leves, por exemplo, são tratados com hidratantes e cremes específicos. Já nos quadros graves, pode ser necessário medicamento via oral”, explica a médica dermatologista do Instituto Dermatológico de Curitiba (IDC) Amanda Hertz.

Segundo ela, cuidados gerais com a pele são o primeiro passo para amenizar a manifestação dos sintomas. Como são originados do ressecamento, é necessário priorizar banhos rápidos e não muito quentes, com pouco sabonete e aplicação de cremes hidratantes. “Quando se percebe a necessidade de medicamentos, podemos indicar corticoides de uso tópico – inibidores da calcineurina em cremes com ação semelhante aos corticoides com menos efeitos colaterais – e, em casos graves, imunossupressores”, detalha.

E há como evitar a dermatite atópica?

Ainda de acordo com Amanda Hertz, existem estudos que relatam o uso de hidratantes específicos para crianças, a partir do primeiro mês de vida, como forma de evitar a doença em famílias que já apresentam a condição. Porém, a prevenção deve ser orientada caso a caso por um médico dermatologista, ressalta ela.

Alguns hábitos diários também são recomendados, como já citados aqui: banhos mornos e rápidos, uso de pouco sabonete e aplicação de hidratantes, além de manter os ambientes limpos e arejados.

Doenças diversas

Conheça a diferença entre dermatite atópica e duas doenças que provocam dúvidas em pacientes:

Dermatite atópica X dermatite de contato

São consideradas doenças diferentes da dermatologia. A dermatite atópica é uma doença de pele que acomete principalmente crianças, tem um fator genético importante e quadro clínico específico. Já a dermatite de contato pode ser alérgica ou por contato com substâncias irritativas – tendo como exemplo lesões nas mãos por contato com produtos de limpeza.

Dermatite atópica X psoríase

Também considerados problemas de saúde diversos, a dermatite tem como principal característica a coceira e lesões específicas em áreas de dobras dos braços e pernas, acometendo principalmente crianças. Já a psoríase é mais rara em crianças e, em geral, não é tão pruriginosa, se manifestando em couro cabeludo, joelhos e cotovelos. As lesões de pele devem ser avaliadas por um médico dermatologista para o diagnóstico correto e o melhor tratamento.

Identificou alguns dos sintomas em você ou conhece alguém que precise de tratamento para dermatite atópica? Entre em contato com a equipe pelo WhatsApp do Instituto Dermatológico de Curitiba e agende uma conversa com a Dra. Amanda.

;