Home Blog Dermatologia

Cuidados com a pele do bebê

Postado em: 06 de September

Entenda por que a pele do bebê precisa de cuidados especiais A pele do bebê é mais sensível que a pele adulta, principalmente por causa dos mecanismos de defesa que ainda não estão totalmente desenvolvidos. Nos primeiros meses de vida, algumas reações são comuns, como dermatite seborreica,...

continue lendo
Cuidados com a pele do bebê

Entenda por que a pele do bebê precisa de cuidados especiais

A pele do bebê é mais sensível que a pele adulta, principalmente por causa dos mecanismos de defesa que ainda não estão totalmente desenvolvidos. Nos primeiros meses de vida, algumas reações são comuns, como dermatite seborreica, dermatite de fralda, acne neonatal e miliária.

Doenças comuns em recém-nascidos

Algumas ocorrências são mais comuns em bebês recém-nascidos, como a dermatite seborreica (conhecida como crosta láctea), dermatite de fraldas, miliária e hemangiomas. No caso da crosta láctea, é comum que a pele do bebê descame, principalmente na região do couro cabeludo, rosto (na área das pálpebras) e virilha. Já a dermatite de fraldas é uma inflamação recorrente por causa do contato da pele do bebê com urina ou fezes por muito tempo. Nestes casos, a dermatologista pediatra do IDC Amanda Hertz afirma que “utilizar cremes de barreiras específicos e trocar a fralda várias vezes ao dia, não deixando o bebê em contato com fezes e urina, evita a dermatite de fraldas.” A médica também afirma que óleos para bebê ajudam em casos de crosta láctea.

Bebês podem ter espinhas?

Pode soar estranho a associação de acnes e bebês, mas a acne neonatal é uma condição comum nos recém-nascidos. A acne neonatal é caracterizada por bolinhas vermelhas, possivelmente com pus, e geralmente aparecem no rosto do bebê.

Brotoejas: é possível evitar?

A miliária é conhecida como brotoeja e é causada por glândulas sudoríparas obstruídas. Dessa forma, a saída do suor do corpo do bebê fica obstruída, ocasionando a brotoeja. Bebês que ficam demasiadamente agasalhados, principalmente em ambientes quentes e úmidos, podem desenvolver essa reação dermatológica. Por isso, consulte sempre o pediatra de sua confiança sobre a quantidade de roupa que deve usar para vestir seu pequeno.

Cuidados com a pele do bebê

Ao perceber reações cutâneas no seu bebê, procure seu dermatologista de confiança

A pele do seu bebê precisa de muito cuidado e atenção. Conte com a equipe do Instituto Dermatológico de Curitiba para tirar suas dúvidas e manter a pele do seu pequeno saudável.

;