Home Blog Pele

Olheiras: O que pode ser feito para acabar com elas?

Postado em: 08 de dezembro

Elas tiram o sono de muita gente quando o assunto é a estética, mas as motivações para o aparecimento das olheiras vão muito além de privações do sono ou stress da rotina de trabalho.Existem características da pele que tornam as olheiras mais perceptíveis em cada tipo de pele, nos fototipos mais cla...

continue lendo

Elas tiram o sono de muita gente quando o assunto é a estética, mas as motivações para o aparecimento das olheiras vão muito além de privações do sono ou stress da rotina de trabalho.

Existem características da pele que tornam as olheiras mais perceptíveis em cada tipo de pele, nos fototipos mais claros, os vasinhos de sangue que irrigam a região abaixo dos olhos deixam as olheiras com aspecto mais arroxeado, enquanto nas pessoas pele mais escura, as veias e vasinhos parecem mais verdes ou marrons. As olheiras neste tipo de pele, ficam, portanto, mais escuras e pigmentadas.

Inchaço: As temidas “bolsas”

Olheiras: O que pode ser feito para acabar com elas?

Além do aspecto mais escurecido, as olheiras também podem apresentar um inchaço característico, popularmente conhecido como bolsas. Este aspecto é menos comum em pessoas jovens, pois se acentua com o avanço da idade.

Para tratar as olheiras existem várias técnicas e procedimentos, no IDC você encontra alguns desses procedimentos:

Laser de CO² fracionado

Durante este procedimento, a superfície da pele sofre um aquecimento excessivo, que é praticamente uma queimadura. O procedimento destrói o tecido danificado, que neste caso é a pigmentação da área abaixo dos olhos. O C0² fracionado ainda estimula a produção de colágeno na região tratada, reduzindo a flacidez do tecido.

Preenchimento

Em olheiras cuja profundidade é mais acentuada, a partir da avaliação médica é possível determinar se há indicação ou não de substancias preenchedoras. As injeções fazem com que a área deprimida seja preenchida, ganhe volume e perca o aspecto de degrau na pele.

Melhore a aparência das suas olheiras e pare de sofrer com este problema. Agende a sua consulta de avaliação no IDC!

Home Blog Pele

Quais são as indicações do preenchimento facial?

Postado em: 01 de dezembro

A ação do tempo é inevitável sobre organismo humano. Com o passar dos anos, a pele, nosso maior órgão do corpo, passa a apontar os sinais da idade através das temidas rugas e marcas de expressão. O volume das maçãs do rosto também diminui drasticamente, deixando a face com uma aparência mais cansada...

continue lendo

A ação do tempo é inevitável sobre organismo humano. Com o passar dos anos, a pele, nosso maior órgão do corpo, passa a apontar os sinais da idade através das temidas rugas e marcas de expressão. O volume das maçãs do rosto também diminui drasticamente, deixando a face com uma aparência mais cansada. Contudo, essas características podem ser atenuadas com a indicação da aplicação de substâncias preenchedoras, que recuperam o volume natural e rejuvenescem a pele.

O preenchimento facial consiste na aplicação de injeções com substâncias químicas que fazem com que a pele se eleve e recupere o volume. O resultado da aplicação propicia a diminuição da flacidez nas áreas onde existe a indicação. A substância mais utilizada durante o procedimento é o ácido hiaulrônico, trata-se uma substancia extremamente segura, que o nosso próprio organismo produz. O ácido age na superfície da pele, preenchendo os vincos e diminuindo as marcas, especialmente nos sulcos faciais, onde se localiza o famoso “bigode chinês”.

O preenchimento é muito procurado por pessoas mais jovens, que desejam corrigir assimetrias ou harmonizar os contornos faciais. A boca carnuda, que virou uma febre entre as famosas, impulsionou a procura pelo procedimento nas clínicas. As jovens com lábios naturalmente mais finos, passam a contar com este artifício para ter uma boca com lábios mais definidos e volumosos.

Quais são as indicações do preenchimento facial?

Existe ainda a indicação do procedimento para quem tem os olhos fundos, a região pode ser naturalmente mais profunda em algumas pessoas, devida a ausência de bolsas de gordura. Essa característica confere a pessoa um olhar mais cansaço, que custa a desaparecer até mesmo com aplicação de maquiagem corretiva.

Indivíduos que sofreram de acne por muito tempo e ficaram com cicatrizes na pele, também podem ter como aliado o preenchimento fácil, a fim de proporcionar uma melhora no aspecto das depressões da superfície da pele.

Melhore a aparência da sua pele e se enxergue ainda mais bonita com a aplicação de preenchimento facial. Agende a sua consulta de avaliação no IDC!

Home Blog Pele

Como prevenir as manchas da pele

Postado em: 24 de novembro

As manchas de pele são um problema que afeta a autoestima de qualquer um, elas acometem ambos os sexos, mas é nas mulheres que elas aparecem com maior incidência, devido a fatores hormonais.Para cada tipo de mancha, existe uma respectiva causa. As áreas de pigmentação irregular nada mais são do que ...

continue lendo

As manchas de pele são um problema que afeta a autoestima de qualquer um, elas acometem ambos os sexos, mas é nas mulheres que elas aparecem com maior incidência, devido a fatores hormonais.

Para cada tipo de mancha, existe uma respectiva causa. As áreas de pigmentação irregular nada mais são do que sinais do tempo agindo sobre estas causas. As manchas causadas pela exposição solar, por exemplo, não costumam aparecer em pessoas mais jovens, mas são extremamente comuns em pessoas de meia idade.

A tonalidade das manchas também varia de pessoa para pessoa, mas normalmente elas podem ser: acastanhadas, esbranquiçadas, rosadas, amareladas ou até apresentar relevo ou textura.

A pigmentação também se comporta de maneira diferente entre os fototipos. A pele branca é bem mais sensível ao sol, ao longo do tempo, ela é o fototipo em que mais se nota a ação do envelhecimento natural e exposição solar. Já as peles morena clara, morena moderada e pele negra, são mais resistentes a exposição solar, devido a quantidade maior de melalina. No entanto, esses fototipos são muito mais propensos a manchas de aspecto escurecido, já que os pontos de hiperpigmentação podem ocorrer em inflamações, áreas de atrito ou processos de irritação e alergia da pele.

Como prevenir as manchas da pele

Para prevenir o aparecimento das manchas é altamente indicado o uso diário do filtro solar com FPS 30, no mínimo, para todos os tipos de pele. Vale ressaltar que, sua aplicação não se limita a momentos de laser ao ar livre sob a luz solar, mas também dentro de casa ou no ambiente de trabalho, já que a luz emitida por lâmpadas e monitores também prejudica a pele.

A consulta com um médico dermatologista é extremante fundamental para a prevenção ou eventual tratamento manchas. A avaliação médica precisa ser feita para que o paciente seja orientado sobre a melhor forma de evitar novas manchas e tratar as que já apareceram sobre a sua pele.

Leia também sobre os tipos de doenças de pele e conheça os tratamentos disponíveis no IDC para tratá-las

Home Blog Pele

O que é milium e como acabar com este problema?

Postado em: 20 de outubro

O nosso rosto tem um papel fundamental para a nossa apresentação pessoal, sendo assim, qualquer alteração em seu aspecto natural, promovido por algum hematoma, mancha, cicatriz, linhas de expressão, cravos ou espinhas geralmente incomoda não só o indivíduo, mas também as outras pessoas, que passam a...

continue lendo

O nosso rosto tem um papel fundamental para a nossa apresentação pessoal, sendo assim, qualquer alteração em seu aspecto natural, promovido por algum hematoma, mancha, cicatriz, linhas de expressão, cravos ou espinhas geralmente incomoda não só o indivíduo, mas também as outras pessoas, que passam a olhar para esse rosto com desaprovação.

O que é a milium?

Milium é uma pequena lesão da pele, um tipo de cisto sebáceo que não causa dor ou qualquer risco à saúde (com exceção do aparecimento muito próximo ao globo ocular), elas se apresentam como bolinhas de coloração esbranquiçada, cujo tamanho e volume podem variar de pessoa para pessoa. Normalmente, elas se concentram na região da face, mas também podem aparecer ao redor das partes íntimas.

A milium se forma devido ao acumulo de queratina e células mortas nos poros, que vão sendo revestidos por uma camada de pele, que encapsula os resíduos e os deixam com o aspecto de pequenas esferas. Sobretudo, o principal empecilho com o aparecimento do milium, é o comprometimento estético da região.

O que é milium e como acabar com este problema?

Como ela aparece

O aparecimento da milium tende a se comportar de duas maneiras: Uma delas não tem causa aparente, e por isso a lesão é chamada de primária. A realização de alguns procedimentos estéticos, que evolvem abrasão e cicatrização da pele também pode propiciar, em algumas pessoas, o surgimento das lesões. Quando isso acontece, a millium é então chamada de secundária. Homens, mulheres, jovens, idosos e até recém-nascidos podem ser acometidos pela milium.

Como tratar?

Não há motivos para preocupação, trata-se de uma lesão benigna que não expõem o indivíduo à riscos senão o incomodo estético. Com o tempo, as bolinhas podem crescer e ganhar volume a ponto de ficarem muito visíveis e prejudicar a autoestima do indivíduo, neste caso, o tratamento pode ser uma opção a se considerar.

A remoção da milium pode ser feita em limpeza de pele, por meio da transfixação de agulhas finas, que são devidamente esterilizadas e performadas por profissionais da estética. Não se recomenda que a retirada do milium seja feita pelo próprio paciente, visto que o procedimento sem a devida assepsia pode ocasionar inflamações ou proliferações de bactérias no local.

Quer saber mais sobre nosso tratamentos estéticos? Entre em contato.

Home Blog Pele

Argila: Conheça os benefícios e indicações de cada cor

Postado em: 05 de outubro

A Argila não é simplesmente um tipo de barro (como é vulgarmente conhecida), trata-se de um mineral com multifunções. A sua formação se dá a partir de processos físicos e químicos oriundos da decomposição e degeneração de alguns tipos de rochas sedimentares. Em sua composição, existem silicatos de a...

continue lendo

A Argila não é simplesmente um tipo de barro (como é vulgarmente conhecida), trata-se de um mineral com multifunções. A sua formação se dá a partir de processos físicos e químicos oriundos da decomposição e degeneração de alguns tipos de rochas sedimentares. Em sua composição, existem silicatos de alumínio e diversos óxidos que conferem diferentes tonalidades e propriedades terapêuticas à argila.

As cores da argila estão relacionadas a sua característica mineral, bem como sua capacidade terapêutica, é por isso cada tonalidade é recomendada para tratar um tipo de problema específico da pele. Confira os benefícios e indicações de cada cor:

Branca

Se você sofre com desidratação e sensibilidade da pele, a argila branca é a melhor opção para recondicionar a cútis. Ela tem um pH muito semelhante ao da pele, entre os seus benefícios estão a capacidade de clarear a região tratada, promovendo uma ação cicatrizante em todos os tipos de peles.

Argila Branca aplicada no rosto - Beneficios

Verde

É a mais popular entre as argilas, graças a sua multifuncionalidade. Rica em cobre, a argila verde tem pH neutro e excelente propriedade anti-inflamatória, propiciando a desintoxicação e regulação da produção de sebo, por meio de ação adstringente, que tonifica e combate a oleosidade excessiva.

Por ser secativa, sua aplicação é altamente recomendada para quem sofre de acne, já que esta argila atua de maneira analgésica e cicatrizante nas lesões. Pessoas com pele muito seca deve evitar a aplicação de argila desta cor.

Preta

A mais nobre de todas, a argila preta também é popularmente conhecida como lama vulcânica. Entre seus benefícios estão a ação anti-inflamatória e antiestresse, sua atuação também se estende à capacidade de rejuvenescimento para todos os tipos de pele.

Vermelha

A argila vermelha é rica em óxido de ferro, cobre e silício. Ela potencializa a prevenção do envelhecimento da pele, promovendo uma hidratação profunda no tecido cutâneo. Essa tonalidade de argila tem como benefício o estímulo da circulação sanguínea no local tratado, o que é indicado para pessoas com fototipos sensíveis. A argila vermelha não apresenta contraindicações para os demais tipos de pele.

Marrom

Ela também pode ser indicada para o tratamento da acne, já que possui propriedades adstringente e desintoxicante. Seu efeito rejuvenescedor é notável, contudo, por tratar-se de um tipo raro de argila, menos conhecida, não é tão utilizada, mas é tão eficaz quanto a demais para o tratamento da cútis.

Rosa

Esta cor de argila vem da mistura da argila branca com a vermelha, sendo assim, ela combina os benefícios de ambas para proporcionar uma ação mais suave sobre a pele tratada. Recomendada para antissepsia, cicatrização e suavização do tecido cutâneo, a argila rosa não apresenta contraindicações de aplicação.