Home Blog Nutrição

3 ERROS QUE VOCÊ DEVE EVITAR CASO QUEIRA PERDER PESO

Postado em: 01 de fevereiro

Perder peso pode parecer muito difícil. Às vezes sentimos que estamos fazendo tudo certo com a dieta, mas ainda não perdemos peso. Por isso, separamos aqui 3 erros comuns que as pessoas cometem quando tentam perder peso: 1. COMER MUITAS OU POUCAS CALORIAS Um déficit calórico é necessário pa...

continue lendo

Perder peso pode parecer muito difícil. Às vezes sentimos que estamos fazendo tudo certo com a dieta, mas ainda não perdemos peso.

Por isso, separamos aqui 3 erros comuns que as pessoas cometem quando tentam perder peso:

1. COMER MUITAS OU POUCAS CALORIAS

Um déficit calórico é necessário para perda de peso. Isso significa que você precisa queimar mais calorias do que consome.

Consumir muitas calorias pode impedi-lo de perder peso. Por outro lado, poucas calorias podem deixá-lo faminto e reduzir seu metabolismo e massa muscular.

2. NÃO EXERCITAR OU EXERCITAR DEMAIS

Essas máquinas de treinamento de força podem parecer intimidantes. Quando você entra na academia pela primeira vez ou retorna depois de um longo intervalo, é tentador ficar na esteira. No entanto, é importante construir massa muscular se você quiser permanecer magro a longo prazo.

A falta de exercício pode levar à perda de massa muscular e menor metabolismo. Por outro lado, muito exercício não é saudável nem efetivo, e pode levar a um estresse severo.

3. CONSUMIR LÍQUIDOS INADEQUADOS

É muito comum as pessoas acharem que as bebidas ajudarão a reduzir o peso rapidamente. Mas na verdade as calorias consumidas de álcool, smoothies, sucos adoçados e refrigerantes levam ao ganho de peso. No entanto, a substituição de bebidas com calorias por água, leite desnatado e sucos vegetais terão mais efeito.

Na prática, escolher o caminho errado para seguir uma dieta pode ser um caminho sem volta e acabar desencadeando efeito reverso, ganhando mais peso.

Por isso, é importante fazer o acompanhamento com um Nutrólogo especializado, realizando um monitoramento dos seus hábitos de vida, principalmente, dos nutrientes ingeridos e, em alguns casos, trabalhando especificamente na reeducação alimentar, para melhorar a qualidade de vida, a saúde e o bem-estar do paciente.